Sob pressão

Tenho vivido meus dias sob pressão. Não aquela pressão que a sua mãe faz pra você arrumar um emprego bom ou que seu pai faz para você tirar carteira, e nem que a sua tia faz para você arrumar logo um namorado! A pressão não vem de fora, ela vem de dentro!

All the thoughts in my head spinning ‘round like a hurricane
And life leaves me so confused
When I trip and I fall I collapse like a tidal wave
So I’m crying out to you

Can’t live without You – Owl City

Eu não gosto de ficar parado e por isso acabo me propondo infinitas tarefas, além das responsabilidades que meus estudos me impõe. O tempo aqui voa, queima mais rápido que velinha vagabunda de aniversário e me consome um pedacinho a cada minuto. Eu vejo os ponteiros do relógio se movendo e como eles correm! Estão sempre correndo em círculos, indo a lugar nenhum e a ao mesmo tempo a todos os lugares. Os segundos de trabalho vão se transformando em minutos de reflexão e em horas de desespero! Eu olho pra tudo que “preciso” fazer e a vontade é de jogar aquilo pra um canto, deitar no sofá, ligar a TV e por lá ficar até o mundo acabar! Mas eu não consigo, porque sei que se com o tempo que ainda tenho as coisas estão apertadas, se deixar passar mais meio segundo lascou-se tudo! Tudo é feito em tempo contado e se não deu tempo de terminar hoje, enrola pra amanhã e no final da semana eu abro uma portinha da minha bola de neve para respirar. Minha cabeça começa a contar as coisas em páginas: eu almoço no tempo em que escrevo duas páginas, eu tomo banho no tempo em que escrevo mais quatro páginas e assim no fim do dia eu poderia ter escrito uma série de livros!

Mas meu problema não é com o relógio! Sempre tento me organizar para conseguir fazer tudo que é necessário no tempo estipulado. A culpa não são dos ponteirinhos apressados, a culpa é minha. Meu problema é a preocupação em virtude da preocupação. Eu me desespero e arranco todos os cabelos antes de sentar e colocar na ponta do lápis o Tempo vs. Tarefas e me dar conta de que não é tanta coisa assim! É mais fácil gritar por socorro e chorar de desespero do que realmente sentar e planejar. Talvez eu realmente mereça uma plaquinha dizendo: “Contém um drama!”. Um só não, vários! E eles crescem a cada dia e eu me vejo uma pessoa que só faz reclamar da vida! Que bacana seria se eu colocasse em prática todos os conceitos de planejamento que eu aprendi nesses últimos anos? Quem sabe assim as 24 horas do meu dia ficariam mais leves!

Considere este uma coletânea de desabafos ditos e ouvidos durante os últimos dias. E fica aqui um conselho parcialmente imparcial: viva um dia de cada vez!

badge_post_01

Anúncios

2 comentários sobre “Sob pressão

Deixe aqui o seu comentário. Ele é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s