O mundo está sem educação?

Dia desses me vi numa situação um tanto quanto engraçada inusitada estranha difícil de definir. Na verdade eu achei graça na hora, mas depois aquilo ficou me martelando a cabeça. Eu sempre enrolo para contar as coisas, então senta que lá vem história! Contextualizando: quando eu preciso resolver alguma coisa na rua eu estaciono a minha moto na vaga de uma parente que mora bem no centro nervoso da cidade. O apartamento está vazio e por isso a vaga quase nunca é usada.

Como de costume fiz um joinha para o porteiro que abriu o portão pra mim, estacionei a moto e fui fazer o que precisava fazer. Quando voltei encontrei uma senhora com um cone na mão parada ao lado da minha moto, praticamente esperando por mim. Eu logo imaginei que tinha parado no lugar errado ou que tinha feito alguma coisa errada e já cheguei perguntando se havia algo de errado. A moça me explicou que muitos moradores estavam usando vagas de outros apartamentos sem a devida autorização e que isso estava causado muita confusão no condomínio. Ela como síndica estava tentando monitorar a galerinha chata que não estava seguindo as regras. Como não estava acostumada a ver veículo parado naquela vaga ela me abordou para saber se eu tinha relação com o morador. Tenho que dizer que em momento algum ela me acusou de alguma coisa ou me destratou. Ela só estava preocupada e fazendo o trabalho dela. Depois de toda a conversa ela se despediu e agradeceu pela minha educação. Sim, ela agradeceu por eu ter sido educada com ela, como se isso não fosse uma coisa normal.

Foi aí que eu parei pra pensar, será que o mundo anda assim tão sem educação? Será que a moça estava esperando que eu fosse grossa com ela porque eu sou jovem ou só porque ela era uma desconhecida pra mim? Será que na nossa correria do dia a dia a gente esqueceu como tratar as pessoas à nossa volta? Talvez ela estivesse lidando com pessoas não tão educadas que quando conversou comigo sentiu a diferença. Talvez ela estivesse tendo um dia ruim e as poucas palavras que trocamos foram o suficientes para ela se alegrar um pouquinho. Isso eu nunca vou saber, mas com certeza a minha ação teve um reflexo nela. E as palavras dela tiveram reflexo em mim. Desde então eu comecei a reparar em mim mesmo e nos outros quando estamos interagindo.

Vai sempre existir aquele atendente que não te atendeu tão bem, aquele cara do banco que nem olhou na sua cara enquanto você encerrava a sua conta, aquele conhecido que passa por você sem ao menos esboçar um sorriso ou aquele que te fechou no trânsito. Isso não significa que o ele é mau humorado, que não se importa com você ou que está fazendo de propósito ou só porque é meia roda. Todos temos dias ruins, dias em que nada sai como a gente queria, dias em que a nossa cabeça está tão longe que nós fazemos as coisas sem perceber. Mas não há desculpa para ser mal educado com uma pessoa. A culpa do mal atendimento do cara pode ser do chefe estressado que está por trás dele. O cara do banco pode estar com enxaqueca e mesmo assim está lá encerrando sua conta. Seu conhecido pode estar com problemas em casa. O cara que te fechou no trânsito pode ter acabado de perder o emprego e não sabia o que fazer. Não dá pra ficar julgando todo mundo pelo que você vê e nem dá pra ficar xingando todo mundo que te faz passar raiva vem em quando! Talvez só o que essas pessoas precisem é de um sorriso e uma palavra educada.

É tudo uma questão de escolha. Quando você se depara com alguém que age com falta de educação você pode devolver na mesma moeda ou você pode ser a pessoa que faz a diferença! Eu sei que as vezes é difícil conter o descontentamento e a raiva, mas esse é o nosso exercício diário. Tratar o próximo como gostaríamos de ser tratado é nossa obrigação nessa vida em sociedade. Então antes de se dirigir a uma pessoa, olhe para o espelho e veja se está agindo da maneira correta. Quem sabe assim as pessoas não precisarão mais agradecer pela sua educação! 😉

badge_post_01

Anúncios

5 comentários sobre “O mundo está sem educação?

  1. E o pior é que é verdade tudo o que você escreveu. E (eu trabalho com atendimento ao público em um banco) digo que o contrário dos exemplos que você citou, infelizmente também é verdade. Muitas vezes as pessoas são mal educadas conosco só porque não podemos fazer algo da maneira que elas gostariam.
    Sei lá, tá faltando respeito do mundo.

    Curtir

Deixe aqui o seu comentário. Ele é muito importante!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s