The Umbrella Academy | Episódio 3 | Temporada 1

f5087693-dfaf-4ba0-aed6-e76c18eac3c9-608-00000100ff471946
Fonte Express

O mistério da fita do último episódio é logo resolvido! Ao que parece a Mãe (agora conhecida como Grace) estava com o Sr. Hargreeves no momento de sua morte. Ela havia levado chá para ele, como todas as noites, e ele então começa a passar mal, mas Grace simplesmente sai do quarto. Sabemos que ela foi programada para cuidar, mas ela não demonstrou muita preocupação pelo pai. Será que ela estaria envolvida de alguma forma? Ou talvez ela só esteja dando defeitos mesmo?

A família toda estava envolvida na conversa sobre desligar ou não a Mãe, mas a decisão coube secretamente a Diego. A cena final dos dois é uma das mais emocionantes até agora e dá pra perceber que ele está muito mal com toda a situação. Ele sempre foi o mais próximo da mãe e fez de tudo para que ela não fosse envolvida na história da morte do pai, ao ponto de pegar o monóculo que estava com ela para protegê-la.

Temos alguns conflitos internos aparecendo, principalmente para Vanya e Kalus. Vemos que Vanya sofreu muito na infância por não ter poderes, e agora sofre bullying da colega de profissão! Vanya toca violino na orquestra mas nunca passou da terceira fileira. Dá pra perceber pela forma como ela conversa com a violinista principal (first chair) que ela tem medo de arriscar. Será que ela realmente não tem potencial ou será só o trauma de uma vida toda a impedindo de conseguir evoluir? Talvez o Leonard seja uma boa pessoa para ela, faça ela enxergar o seu valor!

Já Klaus não parece muito confortável com sua habilidade de ouvir os mortos. Ele procura diferentes maneiras de calar as vozes, mas aparentemente a droga é a melhor saída. Ele se desliga tanto do mundo que nem percebe a invasão da Academia (e ainda é sequestrado!). Essas cenas dele alienado misturadas com cenas de luta fazem uma representação muito boa dos efeitos da droga no corpo!

Falando da invasão, achei que serviria para unir a família, mas acaba os afastando mais ainda! Vanya se sente mais perdida que tudo, como um problema para os irmãos; Conhecemos a realidade de Luther, que parece ter um corpo de macaco! Seria isso uma mutação ou algo que já nasceu com ele? Percebemos também que os irmãos não ligam muito para o Klaus, dado que após a confusão ninguém deu falta dele!!

Sei que ainda está bem no começo, mas não vejo a hora dos irmãos realmente se unirem como uma família e agirem juntos!

E vocês, o que esperam dos próximos episódios?

Anúncios

The Umbrella Academy | Episódio 2 | Temporada 1

Fonte Den of Geek

O episódio começa com uma cena de flashback. Tudo que envolve o passado é mais colorido e inocente! Luther e Alisson trocando sorrisos, Diego se divertindo talhando a cadeira de jantar, Klaus enrolando um baseado, Ben lendo um livro. Mas o Número 5 tá sempre ali pra causar né? Vemos ele e o pai tendo um desentendimento sobre viagem no tempo e logo em seguida, o menino desobediente quebrando as regras e indo parar no futuro pós apocalíptico!

Eu cheguei a achar que o jeito pretensioso e debochado do Número 5 fosse consquência de tantos anos vivendo sozinho, longe da família. Mas aos poucos vamos percebendo que na verdade ele sempre foi assim, sempre se julgou melhor do que os outros. E esse jeitão pode acabar interferindo na relação dele com os irmãos de forma a atrapalhar o plano de salvar o mundo!

Ele tem uma pista, um olho de vidro, que pode levar a alguma informação importante sobre como evitar o apocalipse, mas vai precisar da ajuda de um “adulto” para tal, já que ninguém leva a sério um senhor de idade preso em um corpo de menino, né?

Tem gente nova no pedaço e tenho que confessar que os nomes dos personagens, ou falta deles, dá um toque muito divertido para a história! Hazel e Cha-cha podem entrar pra lista de melhores nomes de vilões! Eles procuram por “um deles” e tem uma caixa inteira de suprimentos para fazer isso. Sinto muito pelo moço que foi eletrocutado vivo, mas convenhamos de que se ele fosse realmente o Número 5 ele não teria sido pego tão facilmente, né?

Temos Diego bancando o detetive, investigando a loja de rosquinhas. Ao que tudo indica ele já trabalhou pra polícia, talvez tentando dar um significado a tudo que viveu dentro da Umbrella Academy. Mas as coisas não terminaram bem pra ele nesse quesito, e aparentemente também não funcionaram no quesito amoroso com a Detetive Eudora.

Luther não sabe muito bem o que fazer da vida na Terra, então decide investigar mais a fundo sobre Diego. Ele descobre que o irmão limpa o chão para sobreviver e que não poderia estar envolvido na morte do pai, por estar ocupando lutando! Mas mesmo assim ainda não explica muito o que ele fazia com o monóculo do pai.

Klaus está cada vez mais enrolado com as drogas e chegou ao ponto de trocar uma peça muito importante da coleção de seu pai por dinheiro. Agora informações importantes estão jogadas por aí.

Vanya coitada, só leva coice de todo mundo! A autobiografia dela realmente não fez muito sucesso entre os irmãos. Ela está sempre sob efeito de remédios, seriam antidepressivos para superar todo o trauma da infância? Pelo menos parece que ela arrumou um aluno bacana e alguém mais da idade dela para conversar!

A relação de Alisson com Luther se desenrola um pouco mais e eles se reaproximam quando ele procura saber sobra a filha dela. Mas ela ainda está muito sensível sobre o assunto. Para tentar dar uma animada Pogo resolve mostrar a ela as gravações que seu pai fazia. Em uma das fitas ela vê algo que a deixa bem perturbada. Seria uma mensagem do pai? Uma gravação do quarto dele na noite da sua morte?

Um dos pontos altos desse episódio para mim foi a cena da perseguição ao Número 5 na loja de departamento ao som de QUEEN! “Travelling at the speed of light” cai bem com Número 5. Até agora a produção está arrasando!

E vocês, o que estão achando?

The Umbrella Academy | Episódio 1 | Temporada 1

Na 12ª hora do dia primeiro de outubro de 1989, 43 mulheres ao redor do mundo deram a luz. Isso foi incomum devido ao fato de que nenhuma dessas mulheres estava grávida quando o dia começou. Sir Reginald Hardgreeves, bilionário excêntrico e aventureiro, resolveu localizar e adotar tantas crianças quanto possível. Ele adotou sete!

The Umbrella Academy – Netflix

Logo após essa cena de abertura nós começamos a ser introduzidos aos filhos adotados. A primeira a aparecer é a número 7, Vanya. tocando seu violino e dando o tom dramático para as cenas seguintes. Depois vemos Luther, o número 1, na estação lunar; Diego, o número 2, fazendo o papel de vigilante e lutando contra o crime local; Alisson, a número 3, esbanjando beleza e elegância no tapete vermelho. Klaus, o número 4, deixando uma clínica de reabilitação. Logo após as apresentações vemos cada um deles recebendo a notícia da morte de seu pai. Essa introdução tem uma carga emocional muito grande, a trilha sonora é tocante e mexe com o telespectador. Achei sensacional!

Os filhos começam a voltar para casa e as diferenças começam a aparecer. O passado parece ser de muita tensão e o presente está recheado de desconfianças. Cada um tem a sua imagem do pai, mas parece ser um consenso de que ele não era uma pessoa muito dedicada e presente. Exceto por Luther, que aparenta ter tido uma relação mais próxima com pai e que não aceita que sua morte tenha sido por causas naturais. A desconfiança é tanta que ele acredita que um dos próprios irmãos esteja por trás disso! Não sei quanto tempo ele passou na lua, mas com certeza a solidão não fez muito bem pra cabeça dele!

Agora vem uma das minhas cenas favoritas: o que você faz quando ninguém está olhando? Se joga e faz uma performance com os melhores movimentos! A música encaixa perfeitamente com a cena, e quando a câmera se afasta e todos estão dançando juntos é como se as diferenças tivessem desaparecido! Mas como nada bom dura pra sempre, o último membro (vivo) da família chega para causar!

O contraste de emoções durante o primeiro episódio é muito bacana. Alternando entre momentos sentimentais, leves e momentos de muita tensão. O momento do funeral trás a tona todas as emoções, principalmente para Diego, que parece ser o que menos gostava do pai. E a diferença de pensamento entre ele e Luther acaba levando a uma briga infantil e a derrubada da estátua de Ben (número 6).

A partir desse momento Klaus começa a conversar com o Ben, já que seus poderes envolvem falar com os mortos. A aparição do Ben logo após a quebra da sua estátua parece ter alguma relação, mas o Klaus está sempre tão chapado que parece não se dar muita conta disso!

Número 5 é o único que ainda não tem um nome, mas com certeza tem muita história pra contar! Além de estar sendo procurado por alguém que não parece muito satisfeito com a sua viagem no tempo  (vide o ataque na loja de rosquinhas), ele jogou uma bomba nos braços de Vanya nos minutos finais. Gostei de ver a relação de confiança que ele tem nela e o carinho que ela tem por ele, já que todos os anos deixava a luz acesa e sanduíches preparados esperando ele voltar. Mas talvez confiar na número 7 não tenha sido a melhor ideia, considerando que ela é a única não extraordinária do grupo (o que pra mim é o maior absurdo, porque tocar violino daquele jeito é feito de pessoa muito extraordinária!!).

Todos os filhos parecem muito desajustados. O pai nunca foi uma figura presente e estava mais para um treinador. A mãe, uma robô, provavelmente programada para cuidar deles, mas será que ela conseguia suprir as necessidades mais sentimentais das crianças? E Pogo, apresenta uma preocupação pelas crianças, mas parece mais conectado ao pai do que a elas. E depois de ver Diego com o monóculo do pai, que o Luther tanto procurou, me faz pensar que talvez ele tenha razão, talvez a morte do pai não tenha sido por causas naturais.

Para um primeiro episódio acho que cumpriu muito bem o papel. Senti uma pegada meio Desventuras em série, com família desajustada, tons mais escuros e muita confusão! Eu já estou super curiosa pra saber o que vem agora, e vocês?

Vamos falar de entretenimento?

Oi, você já me segue lá no YouTube? Eu tenho sido mais ativa por lá, então seria legal se você se inscrevesse no canal e acompanhasse lá também 😀

Esse ano eu pretendo fazer muito mais conteúdo sobre livros, filmes e séries! São coisas que eu adoro falar sobre e fazem muita parte do meu dia a dia, então resolvi que estava na hora de dividir essa minha parte com você também!

Não sei bem ao certo qual a melhor forma de trazer as coisas da minha cabeça aqui para a internet, então eu vou tentar conciliar conteúdo em forma de vídeo lá no canal e em forma de textos aqui no blog!

Lá no YouTube você já pode assistir o meu primeiro vídeo sobre o seriado da Netflix: O mundo sombrio de Sabrina! Me conta o que você achou 😀

Para começar aqui no blog eu resolvi fazer uma análise episódio a episódio de The Umbrella Academy, mais um seriado da Netflix que foi lançado no dia 15 de fevereiro! A primeira temporada tem 10 episódios e todos eles já estão disponíveis, mas eu estou devorando a série aos pouquinhos! À medida que for assistindo eu vou postando meus comentários aqui no blog, então se você ainda não começou a assistir pode ir acompanhando comigo! 👍🏼

Essa série é baseada em uma HQ de mesmo nome escrita por Gerard Way e ilustrada pelo brasileiro Gabriel Bá. A historia conta que no dia primeiro de outubro de 1989, 43 mulheres deram a luz mesmo sem estarem grávidas quando o dia começou! Sir Reginald Hargreeves, um excêntrico bilionário, adotou 7 dessas crianças extraordinárias e juntos eles formaram a Umbrella Academy. Eles foram treinados para lutar contra vários tipos de ameaças, mas com o tempo eles se separaram. Essa família disfuncional vai se reunir para tentar desvendar o mistério da morte de seu pai e para tentar salvar o mundo de um apocalipse!

Ficou interessado pela história? Espera até você ver o trailer!

Muito bacana, não é? Vamos assistir e comentar juntos então!

Falo com vocês já já sobre o primeiro episódio!