The Umbrella Academy | Episódio 3 | Temporada 1

f5087693-dfaf-4ba0-aed6-e76c18eac3c9-608-00000100ff471946
Fonte Express

O mistério da fita do último episódio é logo resolvido! Ao que parece a Mãe (agora conhecida como Grace) estava com o Sr. Hargreeves no momento de sua morte. Ela havia levado chá para ele, como todas as noites, e ele então começa a passar mal, mas Grace simplesmente sai do quarto. Sabemos que ela foi programada para cuidar, mas ela não demonstrou muita preocupação pelo pai. Será que ela estaria envolvida de alguma forma? Ou talvez ela só esteja dando defeitos mesmo?

A família toda estava envolvida na conversa sobre desligar ou não a Mãe, mas a decisão coube secretamente a Diego. A cena final dos dois é uma das mais emocionantes até agora e dá pra perceber que ele está muito mal com toda a situação. Ele sempre foi o mais próximo da mãe e fez de tudo para que ela não fosse envolvida na história da morte do pai, ao ponto de pegar o monóculo que estava com ela para protegê-la.

Temos alguns conflitos internos aparecendo, principalmente para Vanya e Kalus. Vemos que Vanya sofreu muito na infância por não ter poderes, e agora sofre bullying da colega de profissão! Vanya toca violino na orquestra mas nunca passou da terceira fileira. Dá pra perceber pela forma como ela conversa com a violinista principal (first chair) que ela tem medo de arriscar. Será que ela realmente não tem potencial ou será só o trauma de uma vida toda a impedindo de conseguir evoluir? Talvez o Leonard seja uma boa pessoa para ela, faça ela enxergar o seu valor!

Já Klaus não parece muito confortável com sua habilidade de ouvir os mortos. Ele procura diferentes maneiras de calar as vozes, mas aparentemente a droga é a melhor saída. Ele se desliga tanto do mundo que nem percebe a invasão da Academia (e ainda é sequestrado!). Essas cenas dele alienado misturadas com cenas de luta fazem uma representação muito boa dos efeitos da droga no corpo!

Falando da invasão, achei que serviria para unir a família, mas acaba os afastando mais ainda! Vanya se sente mais perdida que tudo, como um problema para os irmãos; Conhecemos a realidade de Luther, que parece ter um corpo de macaco! Seria isso uma mutação ou algo que já nasceu com ele? Percebemos também que os irmãos não ligam muito para o Klaus, dado que após a confusão ninguém deu falta dele!!

Sei que ainda está bem no começo, mas não vejo a hora dos irmãos realmente se unirem como uma família e agirem juntos!

E vocês, o que esperam dos próximos episódios?

Anúncios

The Umbrella Academy | Episódio 1 | Temporada 1

Na 12ª hora do dia primeiro de outubro de 1989, 43 mulheres ao redor do mundo deram a luz. Isso foi incomum devido ao fato de que nenhuma dessas mulheres estava grávida quando o dia começou. Sir Reginald Hardgreeves, bilionário excêntrico e aventureiro, resolveu localizar e adotar tantas crianças quanto possível. Ele adotou sete!

The Umbrella Academy – Netflix

Logo após essa cena de abertura nós começamos a ser introduzidos aos filhos adotados. A primeira a aparecer é a número 7, Vanya. tocando seu violino e dando o tom dramático para as cenas seguintes. Depois vemos Luther, o número 1, na estação lunar; Diego, o número 2, fazendo o papel de vigilante e lutando contra o crime local; Alisson, a número 3, esbanjando beleza e elegância no tapete vermelho. Klaus, o número 4, deixando uma clínica de reabilitação. Logo após as apresentações vemos cada um deles recebendo a notícia da morte de seu pai. Essa introdução tem uma carga emocional muito grande, a trilha sonora é tocante e mexe com o telespectador. Achei sensacional!

Os filhos começam a voltar para casa e as diferenças começam a aparecer. O passado parece ser de muita tensão e o presente está recheado de desconfianças. Cada um tem a sua imagem do pai, mas parece ser um consenso de que ele não era uma pessoa muito dedicada e presente. Exceto por Luther, que aparenta ter tido uma relação mais próxima com pai e que não aceita que sua morte tenha sido por causas naturais. A desconfiança é tanta que ele acredita que um dos próprios irmãos esteja por trás disso! Não sei quanto tempo ele passou na lua, mas com certeza a solidão não fez muito bem pra cabeça dele!

Agora vem uma das minhas cenas favoritas: o que você faz quando ninguém está olhando? Se joga e faz uma performance com os melhores movimentos! A música encaixa perfeitamente com a cena, e quando a câmera se afasta e todos estão dançando juntos é como se as diferenças tivessem desaparecido! Mas como nada bom dura pra sempre, o último membro (vivo) da família chega para causar!

O contraste de emoções durante o primeiro episódio é muito bacana. Alternando entre momentos sentimentais, leves e momentos de muita tensão. O momento do funeral trás a tona todas as emoções, principalmente para Diego, que parece ser o que menos gostava do pai. E a diferença de pensamento entre ele e Luther acaba levando a uma briga infantil e a derrubada da estátua de Ben (número 6).

A partir desse momento Klaus começa a conversar com o Ben, já que seus poderes envolvem falar com os mortos. A aparição do Ben logo após a quebra da sua estátua parece ter alguma relação, mas o Klaus está sempre tão chapado que parece não se dar muita conta disso!

Número 5 é o único que ainda não tem um nome, mas com certeza tem muita história pra contar! Além de estar sendo procurado por alguém que não parece muito satisfeito com a sua viagem no tempo  (vide o ataque na loja de rosquinhas), ele jogou uma bomba nos braços de Vanya nos minutos finais. Gostei de ver a relação de confiança que ele tem nela e o carinho que ela tem por ele, já que todos os anos deixava a luz acesa e sanduíches preparados esperando ele voltar. Mas talvez confiar na número 7 não tenha sido a melhor ideia, considerando que ela é a única não extraordinária do grupo (o que pra mim é o maior absurdo, porque tocar violino daquele jeito é feito de pessoa muito extraordinária!!).

Todos os filhos parecem muito desajustados. O pai nunca foi uma figura presente e estava mais para um treinador. A mãe, uma robô, provavelmente programada para cuidar deles, mas será que ela conseguia suprir as necessidades mais sentimentais das crianças? E Pogo, apresenta uma preocupação pelas crianças, mas parece mais conectado ao pai do que a elas. E depois de ver Diego com o monóculo do pai, que o Luther tanto procurou, me faz pensar que talvez ele tenha razão, talvez a morte do pai não tenha sido por causas naturais.

Para um primeiro episódio acho que cumpriu muito bem o papel. Senti uma pegada meio Desventuras em série, com família desajustada, tons mais escuros e muita confusão! Eu já estou super curiosa pra saber o que vem agora, e vocês?

Favoritos de Setembro

Mais um mês se passou, o ano tá acabando e já tem lojas vendendo decoração de Natal! Quando acaba Setembro todo mundo resolve acordar (piada sem graça) e dar o gás final pra terminar bem o ano. Muita gente volta pra academia pra estar em forma pro verão e todo mundo sai desesperado em buscar de completar a lista de “Metas para o ano novo”. Eu não estou muito diferente não e minha primeira ação para a reta final é deixar as “férias” do blog pra trás! Pra desenferrujar resolvi trazer as coisas mais bacanas do meu Setembro pra vocês!

Música

Eu sou dessas que quando gosta de alguma música fica ouvindo ela por um bom tempo. Por conta disso eu sempre fico “atrasada” nos lançamentos e nos novos artistas. Há pouco tempo eu descobri Habits da Tove Lo e me apaixonei! Procurei mais sobre e acabei curtindo muito as músicas dela!

Uma música que eu descobri totalmente por acaso e que não para mais de tocar no meu iPod é Let Her Go do Passenger. Essa música fala de uma maneira tão suave sobre como a gente só percebe como as coisas são importantes quando as perdemos e me emociona bastante toda vez que escuto! ❤

Filme

No início do mês eu fui assistir The Man from U.N.C.L.E. (Agentes da U.N.C.L.E.) no cinema e confesso que fui sem colocar muitas expectativas. Me surpreendi! O filme é muito bom e engraçado, tem muitas cenas de ação e referência a grandes filmes! Se passa em Berlim, na época em que a cidade ainda era dividida pelo famoso muro. EUA e Rússia trabalham juntas para tentar deter um grupo criminoso que está produzindo bombas nucleares! Vale a pena assistir!

Série

A maioria dos meus seriados está em pausa e eu não estava animada pra começar nada novo. Mas resolvi dar uma chance pra Sense8 e já quero mais uma temporada!! Como diria Jout Jout, o que que estava fazendo da minha vida que não estava assistindo essa série? Eu gostei bastante, mas sinto que pra gostar dela tem que ter uma cabeça bem aberta! A história é muito complexa e te prende de uma maneira intensa, você quer sempre assistir mais!

E pra vocês, o que teve de melhor em Setembro? Deixe aqui nos comentários!

Video | 3 Aplicativos para filmes e seriados!

Oi gente bonita! Saiu mais um vídeo no meu canal e dessa vez eu estou dando dicas de 3 aplicativos para quem é viciado em assistir filmes e seriados! Corre lá pra conferir!

Aplicativos citados:

iTV Shows iOS

TVShow Time Site | iOS | Android

Adoro Cinema Site | iOS | Android

badge_post_01

Favoritos de Julho

Pra muita gente Julho significa férias, praia, ficar de pernas pro ar o dia todo. Mas pra mim Julho foi um mês de muitos trabalhos e provas! Mas apesar de não ter tido muito descanso, mês passado teve muita coisa gostosa 😉 Resolvi trazer pra vocês tudo o que eu vi, ouvi, joguei, enfim tudo de bom que aconteceu no mês passado!

Música

Acho que ninguém aguenta mais me ouvir falar do álbum novo do Owl City né? haha mas fazer o que se em Julho o “Mobile Oschestra” tomou conta do meu iTunes?! O álbum inteiro é maravilhoso, mas a minha música favorita é Back Home. Essa música já me inspirou a fazer muita coisa e ela vive no repeat! 😉

Mas mudando um pouco os ares, eu peguei umas músicas “mais recentes” do AVICII pra ouvir e já cai de amores! Uma que eu tenho escutado bastante é The Nights. Essa música me emocionou bastante e eu sempre coloco ela pra tocar quando estou me sentindo desanimada. O humor melhora na hora 😉

Filme

Infelizmente não assisti tantos filmes quanto eu queria! O tempo anda meio corrido, e eu acabei ocupando meu tempo livre fazendo outras coisas. Assisti Pixels no cinema e eu achei bem engraçado! Muita gente criticou o filme dizendo que deixou a desejar e eu li alguns comentários sobre a Lady Lisa, que foi a única personagem que teve uma representação de carne e osso! Apesar de concordar em certo ponto com esses comentários, eu gostei de ver a Ashley Benson nas telonas 😉

Série

No final de Junho e início de Julho eu estava um pouco orfã de séries. Algumas das que eu assistia acabaram, outras estavam de férias.. Foi aí que eu pedi uma indicação para os meus amigos e conheci Suits e agora já estou em dia com a série! Não me julguem! A série é sobre um escritório de advocacia e todos os casos que acontecem com seus clientes. Além de acompanhar todos os casos, a gente acompanha a história privada dos advogados. Eu gostei bastante e não conseguia parar de assistir 😉 Estou completamente apaixonada pela Donna e pela Rachel! São duas mulheres incríveis! Para quem se interessa pelo assunto ou para quem gosta de séries que te fazem pensar junto com os personagens, essa é minha indicação!

Jogo

Já começo pedindo desculpa aos amiguinhos, companheiros de jogatinas, porque esse mês eu não joguei quase nada! #Vergonha Pois é, a coisa tá feia pro meu lado. Apesar da minha conta na steam estar cheia de teias de aranha, eu não fiquei completamente parada não! haha O jogo da vez é Dominion. Eu conheci o jogo por conta dos meus amigos, e a gente jogava com as cartinhas mesmo! Depois nós descobrimos que existe o jogo no Facebook e daí foi só perdição! 😉 Quando a gente descobriu eu jogava muito, mas depois desencantei um pouco. Mês passado eu redescobri e jogava uma ou duas partidas todo dia depois do almoço! É bom que não exige muito tempo em cada partida e você pode jogar enquanto tira uns minutinhos de folga entre uma atividade e outra!

Dominion

Agora quero saber de vocês! O que teve de bom em Julho? Deixem aqui nos cometários!

badge_post_01